A Importância da Leitura para a Redação

A Importância da Leitura para a Redação

“A leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas, por incrível que pareça, a quase totalidade não sente esta sede” (Carlos Drummond de Andrade).

A frase acima ilustra com exatidão o motivo pelo qual muitas pessoas têm dificuldades em criar um texto qualquer e acabam achando que não têm “o dom” de produzir uma redação.

Foi pensando nessas dificuldades que resolvi escrever este artigo com as seguintes dicas:

Dica 1: Esqueça o “Dom” da Redação

O primeiro passo é esquecer o mito de que algumas pessoas nascem com um “dom” para escrever bem e outras, não. Escrever não é uma atividade simples, mas também não é um bicho de sete cabeças.

Dica 2: A Leitura é Primordial

O segundo ponto é lembrar da sua infância. Isso mesmo, recorde-se de quando você estava começando a aprender a escrever o “bê-á-bá”. Tendo lembrado dessa época da sua vida, responda: qual é o primeiro passo para ensinar uma criança a escrever? É ensiná-la a ler, certo? Pois bem, posso afirmar que não existe outra maneira de aprender a desenvolver um texto com as regras básicas da redação – começo, meio e fim –, sem antes ler muito.

Atualmente, dizer que é preciso ser um leitor antes de ser um escritor pode soar como clichê, porém, é a mais pura verdade, que muitas vezes não é levada em consideração.

A leitura é de extrema importância para a aprendizagem do ser humano. Por meio dela nós exercitamos o raciocínio e a interpretação, enriquecemos nosso vocabulário, aumentamos nosso conhecimento e estimulamos a criatividade.

Dica 3: Escolha um tema

Se você é uma pessoa que tem dificuldade de desenvolver um texto, não fique envergonhado: o primeiro passo para a sua evolução pode ser ler este artigo.

Assim como uma criança que está aprendendo a ler, você precisa começar devagar. Selecione um tema/assunto pelo qual você se interessa, por exemplo: Marketing, Empreendedorismo, Artesanato, etc.

A escolha do tema é muito importante, por isso, não escolha qualquer tema para escrever. Minha dica é que você comece com um tema que aprecie muito. Isso fará com que você tenha mais facilidade em ler e a cada leitura irá querer ler ainda mais.

Tendo escolhido o tema, faça uma busca na internet e procure artigos, textos acadêmicos, notícias, enfim, diversos textos de diversos autores diferentes. E leia-os até o fim!

Dica 4: Pratique

Agora que você já se convenceu que escrever não é exclusividade de poucas pessoas e já leu bastante sobre um determinado assunto, está na hora de praticar.

Minha dica é que você comece com um texto pequeno, de mais ou menos 20 ou 30 linhas.

Assim que você terminar de escrever o seu primeiro texto, deixe ele de lado e vá tomar um café. Exatamente! Dê um tempo para o seu cérebro descansar e pensar em outras coisas. Eu indico que esse intervalo seja de aproximadamente 30 minutos ou mais. Nesse intervalo, você tem a obrigação de não pensar no texto que acabou de escrever.

Após o intervalo, volte e leia o seu texto como se não tivesse sido você quem o escreveu, ou seja, como se você estivesse lendo-o pela primeira vez. Essa leitura vai ajudar você a encontrar possíveis erros de concordância e lacunas no raciocínio.

Dica 5: Amplie seu vocabulário

Esta dica é bastante importante para o desenvolvimento de uma boa redação. Mas como apliar seu vocabulário?

Essa parte pode parecer tediosa para algumas pessoas, mas é aqui que o seu texto vai ganhar consistência.

Agora você vai sair um pouco do tema que você escolheu para escrever o seu primeiro texto e vai LER MAIS! Porém, agora você vai começar a ler sobre alguns temas que talvez não sejam os seus favoritos, como livros de literatura e poesia, notícias da atualidade, blogs de economia, artigos com temas relacionados à política, entre outros.

Sei que às vezes é difícil ler sobre assuntos que não temos muito interesse, entretanto posso afirmar que isso vai auxiliar você a escrever textos com mais conteúdo e melhor qualidade.

Agora que você já leu sobre temas diferentes daquele que você escolheu como base para o seu primeiro artigo, eu lanço um desafio: volte a ler o seu primeiro texto e tente não alterar nada nele.

Pois é, provavelmente você vai querer fazer uma ou outra alteração que talvez nem passaria pela sua cabeça se você não tivesse ampliado seu vocabulário.

Obs.: A questão da ampliação do vocabulário acontece com o passar do tempo e é preciso ler muito e, principalmente, entender o texto que está sendo lido.

Dica 6: Avaliação

Agora que você já está em um estágio mais avançado, é hora de pedir a opinião de alguém de fora sobre o seu texto.

Eu indico que você peça aos seus amigos que leiam o seu texto e deem um feedback sincero sobre o mesmo. A melhor forma de obter um feedback sincero dos amigos é perguntar a eles se entenderam o texto. Se a resposta for sim, peça que expliquem o que compreenderam do texto.

A partir da resposta obtida, você poderá medir se a mensagem que você queria passar com o seu artigo realmente foi passada.

Para finalizar este artigo, quero compartilhar uma frase que merece destaque, principalmente no Brasil:

“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem” (Mario Quintana).

Quer mais algumas dicas sobre Redação? Então confira também os nossos artigos – “Redação (Parte 1): A Produção de Textos” e “Redação (Parte 2): Narrativa e Argumentação”.

Espero que este artigo tenha lhe ajudado de alguma forma.

Autor: Jeff de Baumont

Via: Roxane Baumont