Gestão de Vendas (Parte 3): Como ser um vendedor de sucesso

Gestão de Vendas (Parte 3): Como ser um vendedor de sucesso

 

Para finalizar a série de atigos sobre Gestão de Vendas, neste artigo vamos falar um pouco sobre “Como ser um vendedor de sucesso”.

Não deixe de conferir os artigos anteriores: Gestão de Vendas (Parte 1): O gestor de vendas e Gestão de Vendas (Parte 2): Os principais tipos de venda.

 

Vender é muito mais do que uma arte ou um dom. Vender é uma ciência que pode ser aprendida por qualquer pessoa, desde que essa pessoa esteja disposta a aprender, procure um profissional qualificado para ensiná-lo e não fique desmotivada com as primeiras respostas negativas que receberá.

O vendedor precisa conhecer muito bem todas as alternativas que a empresa irá lhe dar para prospectar mais clientes a cada dia e nunca focar em apenas uma caracteristica do produto ou do serviço que está vendendo/oferecendo.

 

Um bom vendedor, antes de mais nada, precisa ser um estrategista e um excelente negociador.

A função principal do vendedor é solucionar problemas e, para isso, precisa ser um especialista, não só em vendas, mas também no mercado em que atua, no produto ou serviço que está vendendo, conhecer muito bem os seus concorrentes e os produtos ou serviços vendidos pela concorrência e, o principal: o vendedor deve ser um especialista em pessoas.

Por isso, é de extrema importância que o vendedor esteja sempre se atualizando sobre o mercado, produto e concorrência e saiba lidar muito bem com pessoas.

 

Também é importante que o vendedor seja organizado, foque em sua especialização e se mantenha sempre motivado.

A motivação é algo muito importante. De nada adianta que o profissional leia muito sobre o setor, conheça muito bem o produto ou serviço que está vendendo e fale bem em público se, no primeiro “não” que receber, ficar desmotivado e achar que não nasceu para aquilo.

Vender é um processo contínuo, ou seja, um não pode parecer algo negativo à primeira vista, mas ele pode ajudar o profissional a se desenvolver mais e a se capacitar ainda mais para a próxima reunião.

 

Para os vendedores que estão começando, acredito que um “sim” seja mais destrutivo do que um “não”. Pois o “não” pode desmotivar, mas o “sim” pode torná-lo soberbo e cheio de si, o que será muito mais difícil de reverter do que a desmotivação daquele vendedor que teve uma resposta negativa em sua primeira reunião.

Olhando o setor de vendas de uma empresa como um todo, não importa o quanto foi vendido ontem ou no mês passado; amanhã o vendedor e a equipe de vendas precisarão começar tudo do zero, em busca de novas vendas e de novos negócios.

Para isso, vale sempre lembrar: quanto mais capacitada estiver a equipe de vendas da sua empresa, melhores serão os resultados. Qualquer detalhe pode ser a diferença entre fechar ou não uma venda.

 

Para finalizar este artigo, separei uma frase de Abraham Lincoln que, na minha opinião, deveria estar estampada na parede da sala da equipe de vendas de todas as empresas:

“O campo da derrota não está povoado de fracassos, mas de homens que tombaram antes de vencer.”

 

 

Autor: Jeff de Baumont

Via: Roxane Baumont