Home Office (Parte 2): Foco, Motivação e Disciplina

Complementando o nosso primeiro artigo sobre o tema Home Office – “Home Office: 3 dicas para otimizar o tempo de quem trabalha em casa” –, neste artigo vamos tratar de outros fatores que, se não forem levados em conta, as três dicas apresentadas no artigo anterior simplesmente não terão seu valor.

Não importa qual o seu perfil profissional, nem mesmo o segmento de mercado no qual você trabalha, existem três aspectos-chave que nenhuma pessoa pode ignorar, seja trabalhando no regime tradicional (deslocando-se até a empresa diariamente) ou Home Office. Esses aspectos são: o Foco, a Motivação e a Disciplina.

Pessoalmente, acredito que esses aspectos são ainda mais fundamentais no dia a dia de empreendedores que trabalham no regime Home Office, pois, como citado no artigo anterior, eles precisam ser seus próprios chefes, cobrando de si mesmos os resultados.

O Foco

Se você procurar na internet, vai encontrar diversas definições sobre “O que é foco”. Uma das definições mais claras que eu encontrei foi no artigo – “A importância do foco: Foco é sonhar de olhos abertos, ver nitidamente a concretização do seu sonho, mesmo quando o mundo teima em dizer ser impossível”.

O Foco deve estar presente no dia a dia, em todas as atividades que realizamos. Desde a criação da sua agenda diária de afazeres até a finalização de um trabalho.

Focar em algo é deixar todas as outras coisa de lado, naquele momento, visando a conclusão de uma meta, submeta ou objetivo. É não deixar que “ruídos” atrapalhem aquilo que você está fazendo no momento.

Os ruídos são todas as coisas que podem tirar o seu Foco. Um bom exemplo de ruído é o próprio Facebook. Ele pode ser uma ferramenta extraordinária para colocar em prática as  estratégias de Marketing da sua empresa, porém, pode tirar o seu Foco se você não souber controlar o tempo que gasta conferindo o seu perfil pessoal.

Algumas empresas optam por desabilitar o acesso dos funcionários ao Facebook e outras redes sociais justamente por causa desses ruídos.

Já os profissionais de Marketing e empreendedores que trabalham por conta no regime Home Office precisam controlar a si mesmos para não deixar que os ruídos prejudiquem a sua produção e eficiência.

Sabendo que o Foco é indispensável no dia a dia de praticamente todas as pessoas que almejam alcançar seus objetivos, nos deparamos com outro aspecto que está diretamente ligado ao Foco: a Motivação.

A Motivação

Você já deve ter ouvido aquela expressão “É preciso matar um leão por dia”, certo? Pois bem, essa expressão pode ser muito antiga, mas ilustra exatamente o que cada profissional precisa fazer, todos os dias, para se desenvolver e se tornar um profissional mais experiente e mais completo.

A Motivação é aquilo que faz você levantar todos os dias e lutar contra o “tal leão” e matá-lo a cada dia. Só você pode descobrir qual é a sua Motivação para fazer o que você faz.

Como já vimos, a Motivação está diretamente ligada ao Foco. Mas por quê?

R.: É difícil focar num objetivo pelo qual você não se sente motivado a alcançar.

Talvez, em alguns casos, a falta de Foco seja simplesmente porque a pessoa não tem a Motivação necessária para se dedicar às metas e aos objetivos traçados. No caso das grandes e médias empresas, existem alguns mecanismos que elas podem adotar para motivar seus funcionários. Mas como um profissional liberal ou um empreendedor individual pode se motivar?

R.: Nada motiva mais do que os resultados! E para atingir melhores resultados, é preciso muita Disciplina.

A Disciplina

A definição mais curta e simples de Disciplina é: “Ter um certo código de conduta ou de ordem…”. Mas o que significa isso?

R.: Significa estabelecer uma ordem para as atividades profissionais que você desenvolve diariamente.

Mas não basta apenas criar essa ordem, você deve colocá-la em prática um dia após o outro, cumprindo sempre os horários e os prazos e ter um pouco de paciência para colher os resultados do seu trabalho. No artigo anterior – “Home Office: 3 dicas para otimizar o tempo de quem trabalha em casa” –, eu falo um pouco mais sobre como se planejar e organizar melhor as suas atividades profissionais.

Agora que você estabeleceu uma estrutura para enfrentar o seu dia a dia de trabalho, tenho uma notícia não muito boa: os resultados podem demorar a chegar. E é aqui que entra o quarto aspecto, que faz a ligação entre os três aspectos já mencionados e que, na maior parte dos casos, faz toda a diferença: a Resiliência.

A resiliência é um conceito psicológico, definido como a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas”.

Ou seja, Resiliência é a resistência que você deve ter para continuar buscando seus objetivos, mesmo quando os resultados demoram a aparecer.

Um exemplo de Resiliência é o atleta que treina para uma maratona. Mesmo passando por dificuldades como câimbras, dores musculares, problemas pessoais, entre outros fatores, o atleta continua treinando com Foco, Motivação e Disciplina.

Se você quiser se aprofundar mais no assunto – Resiliência –, assista ao vídeo do Gestor de Marketing: “Foco e Resiliência no Marketing e no Empreendedorismo”.

Espero que este artigo seja útil para a sua vida profissional e a da sua empresa.


Autor: Jefferson de Baumont

Via: Roxane Baumont