Google Ads (Parte 6): Rede de Display do Google – O Potencial e As Segmentações

Conteúdo Revisado e Atualizado em: 9 de julho de 2020

Se você já utiliza ou está pensando em começar a usar o Google Ads para promover o seu negócio, não pode deixar de conhecer o potencial da Rede de Display do Google e as Segmentações disponíveis para qualificar a veiculação das suas campanhas.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre o alcance potencial da Rede de Display e as formas de alcançar um público-alvo específico que provavelmente não teria conhecimento sobre a sua marca ou produto se você utilizasse apenas a Rede de Pesquisa do Google para os seus anúncios.

O Potencial da Rede de Display

Por meio de mais de 2 milhões de sites e aplicativos, você consegue alcançar o público certo, no momento certo, enquanto ele navega pela web.

Exemplo: Se você tem uma loja de artigos esportivos e está fazendo uma promoção de tênis de corrida, com a Rede de Display do Google, você consegue alcançar pessoas interessadas no seu segmento, enquanto eles navegam por páginas da web relacionadas a esportes ou outros assuntos.

Além desse grande alcance em potencial, a Rede de Display do Google também proporciona uma grande variedade de formatos de anúncios, o que aumenta a possibilidade da sua campanha impactar os usuários relevantes para a sua empresa.

Dentre os formatos disponíveis para veiculação de campanhas na Rede de Display do Google, você tem a possibilidade de impactar o seu público-alvo com vídeos, banners que você mesmo pode criar seguindo os formatos e dimensões padrão da IAB (como, por exemplo, os formatos: 970×250, 728×90, 300×250, 160×600, 300×600, 300×50, e muitos outros) e anúncios display responsivos (que se adaptam aos espaços disponíveis para anúncios nos sites da Rede de Display do Google, em todos os dispositivos).

Essa combinação torna a Rede de Display do Google uma excelente ferramenta para ampliar o conhecimento sobre sua marca, seus produtos e/ou serviços na web.

Todavia, todos os espaços disponíveis para anúncios nessa grande quantidade de sites e aplicativos da Rede de Display do Google e os formatos disponíveis para veiculação das suas campanhas não seriam tão positivos para a sua empresa sem as possibilidades de segmentação disponíveis para essas campanhas.

Por isso, abaixo, faremos um panorama geral das principais opções disponíveis no Google Ads para segmentar a veiculação das suas campanhas na Rede de Display do Google.

As Segmentações da Rede de Display

Assim como na Rede de Pesquisa do Google, a Rede de Display dispõe de segmentação por meio de palavras-chave. Entretanto, existem outros métodos de segmentação e, inclusive, de utilização dessas listas de palavras-chave que podem ser mais interessantes para os objetivos de marketing da sua empresa e é neles que vamos focar neste artigo.

Segmentação por Canal

Na Segmentação por Canal, você pode selecionar sites, blogs, aplicativos e até o YouTube para exibir seus anúncios.

Esta segmentação é uma ótima opção se você já conhece o seu público-alvo e sabe em quais sites eles geralmente navegam. 

Exemplo: Usando ainda o exemplo acima, de uma loja de artigos esportivos, com a Segmentação por Canal você pode exibir seus anúncios sobre a promoção de seus tênis para corrida em sites específicos de esportes, atletismo, corrida de rua, saúde e bem-estar, entre outros. Nesse método de segmentação, você mesmo inclui o URL dos sites em que deseja veicular seus anúncios.

Segmentação por Tópico

A Segmentação por Tópico é semelhante à segmentação por palavras-chave, porém, com os Tópicos você não precisa criar listas de palavras-chave.

Você seleciona os Tópicos mais interessantes para sua campanha, e o Google Ads analisa o conteúdo e o tema centrais de cada página na web para determinar onde seus anúncios serão exibidos.

Usando novamente o exemplo da loja de artigos esportivos, você pode usar a Segmentação por Tópico para exibir seus anúncios sobre a promoção de tênis de corrida em páginas da web que tenham o conteúdo e o tema centrais sobre atletismo, corrida e caminhada, entre outros.

Usar a Segmentação por Tópicos é uma boa alternativa se você não quer ter o trabalho de criar uma lista de sites como seria necessário na Segmentação por Canais e, também, se você não quer limitar a exibição dos seus anúncios apenas àqueles sites predeterminados.

Segmentação Demográfica

Com a Segmentação Demográfica, você pode segmentar a exibição dos seus anúncios para um público-alvo ainda mais específico, determinando sexo, idade e status parental (com filhos, sem filhos ou desconhecido).

Esse método de segmentação pode ser muito útil se você deseja alcançar uma faixa etária específica ou se a sua campanha é voltada apenas para um gênero, como mulheres, por exemplo.

Informações Demográficas Detalhadas

Um complemento muito interessante à segmentação demográfica descrita acima são as “Informações Demográficas Detalhadas”.

Com elas, é possível qualificar ainda mais as segmentações da sua campanha, adicionando informações, como “Estado Civil” (“Solteiro”, “Em um Relacionamento” ou “Casado”) e “Status de Proprietário” (“Inquilinos” ou “Proprietários”).

Dependendo do setor da sua empresa e dos seus respectivos objetivos de marketing, essas segmentações podem ser bastante úteis.

Públicos-alvo de Afinidade

Os Públicos-alvo de Afinidade dão a possibilidade de segmentar usuários da web baseado nos seus hábitos e paixões. Esses usuários já demonstraram interesse em um determinado assunto.

Voltando ao nosso exemplo da loja de artigos esportivos, com os Públicos-alvo de Afinidade, você poderia impactar usuários como “Fãs de esporte”, por exemplo.

Públicos-alvo de Afinidade Personalizada

Com os Públicos-alvo de Afinidade Personalizada, você pode criar
seus próprios públicos-alvo de afinidade utilizando recursos, como listas de palavras-chave que representam os interesses dos usuários que você quer impactar, URLs de sites com conteúdo relacionado ao que o seu público-alvo costuma ler, lugares e/ou aplicativos que o público-alvo da sua campanha poderia demonstrar interesse.

O Google Ads usará as informações inseridas no seu Público-alvo de Afinidade Personalizada para encontrar usuários que tenham interesses e hábitos relacionados.

Eventos Importantes

A Segmentação por Eventos Importantes ajuda a segmentar sua campanha para usuários que provavelmente realizarão alguma atividade que não acontece com tanta frequência em suas vidas, em breve, ou que aconteceu há pouco tempo como “Aposentadoria”, “Casamento”, “Criação de Empresa”, entre outras opções.

Essa opção de segmentação pode ser especialmente útil para você personalizar a mensagem da sua campanha pensando nesses eventos.

Públicos-alvo no Mercado

Os Públicos-alvo no Mercado ajudam a encontrar usuários da web que estão pesquisando ativamente sobre um determinado produto ou serviço.

Se a sua meta é ampliar o número de vendas ou leads com campanhas de resposta direta, essa pode ser uma ótima opção para você considerar nas segmentações da sua campanha.

Com os Públicos-alvo no Mercado, você pode impactar usuários que estão considerando ativamente a compra de “Artigos Esportivos”, por exemplo.

Públicos-alvo de Intenção Personalizada

Os Públicos-alvo de Intenção Personalizada ajudam a qualificar ainda mais a segmentação da sua campanha, abrindo a possibilidade de você criar seus próprios públicos-alvo de intenção, utilizando, principalmente, listas de palavras-chave.

Diferentemente do que vimos nos Públicos-alvo de Afinidade Personalizada, os Públicos-alvo de Intenção Personalizada irão ajudar você a encontrar usuários que estão mais próximos de realizar uma ação.

Com os Públicos-alvo de Intenção Personalizada, é possível impactar usuários que estão considerando a compra de um produto ou serviço mais específico do que as opções disponíveis em “Públicos-alvo no Mercado”, o que pode ser muito útil, dependendo do objetivo da sua campanha.

Remarketing

Com o Remarketing, você pode alcançar pessoas que já acessaram o seu site e ainda não concluíram uma conversão.

Por exemplo: Ainda no caso da loja de artigos esportivos, se um usuário acessa o seu site, navega por ele e sai sem comprar nada, você pode exibir novos anúncios, com mensagens mais específicas, para esse mesmo usuário enquanto ele acessa outros sites que não estão relacionados a esportes, como sites de notícias, por exemplo. Dessa forma, você pode atraí-lo novamente ao seu site para que ele finalize uma compra.

Obs.: Para começar a utilizar o remarketing em suas campanhas, você precisa implementar a tag global do Google Ads no seu site, e as suas listas de remarketing devem conter 1.000 usuários, no mínimo.

Segmentação por Lista de Clientes

Se a sua empresa já tem uma base de clientes (CRM) e quer veicular uma campanha específica para esses clientes, a opção de Segmentação por Lista de Clientes ajudará nessa questão.

Para isso, é necessário que você faça o upload da sua base de clientes, utilizando um arquivo padrão do Google Ads. Assim, quando os usuários contidos em sua base de clientes fizerem login na conta Google deles, os anúncios da sua campanha passarão a ser elegíveis para impactá-los.

Públicos-alvo Semelhantes

Os Públicos-alvo Semelhantes ajudam a encontrar usuários na web que tenham as mesmas características dos usuários pertencentes a uma de suas listas de Remarketing ou Listas de Clientes.

O aprendizado de máquina do Google Ads utilizará suas listas como base para localizar novos usuários que estão navegando pela web e que tenham interesses e comportamentos semelhantes aos interesses e comportamentos dos usuários das suas listas.

Com os Públicos-alvo Semelhantes, você economiza um tempo valioso na busca de novas segmentações para as suas campanhas, já que a tecnologia do Google fará a seleção qualitativa dos usuários para você.

DICA: Se a sua campanha tem objetivo de conversão (leads ou vendas no site), considere a possibilidade de criar listas de Públicos-alvo Semelhantes, baseando-se em suas listas de remarketing de conversores (quem já preencheu um lead ou realizou uma compra em seu site), ao invés de criá-las a partir das listas de remarketing gerais do seu site.

Como vimos acima, a Rede de Display do Google é uma ferramenta excelente para veicular suas campanhas de publicidade online, mas existe uma variedade muito grande de detalhes que deve ser considerada e analisada antes, durante e depois da finalização de uma campanha. Por isso, é necessário que o profissional que irá realizar a operação dessas campanhas tenha um conhecimento técnico avançado para obter o máximo proveito dessa poderosa ferramenta de mídia digital.

Confira, também, o artigo: Google Ads (Parte 7): Publicidade em vídeo.


Autor: Jefferson de Baumont

Via: Roxane Baumont


e-Book Performance Digital

Já imaginou ter acesso aos principais processos e boas práticas utilizados por grandes agências de propaganda e marketing para planejamento, implementação, acompanhamento e apresentação de resultados de campanhas de Mídia Digital?