NOZ-MOSCADA

Uma das especiarias mais utilizadas na culinária, nas indústrias farmacêutica e frigorífica, bem como na perfumaria e tabacaria, a noz-moscada é uma especiaria de alto valor de mercado, desde séculos atrás.

Botânica

A noz-moscada é uma especiaria largamente difundida, fruto de uma árvore chamada moscadeira (Myristica frangrans) que pode atingir de 10 a 15 metros de altura. 

Sua madeira de alta resistência é comercializada para a confecção de móveis e alguns utensílios domésticos e de decoração.

Da moscadeira se extrai a noz-moscada e o macis. Dentro do caroço do fruto está a noz-moscada (de tamanho pequeno e arredondado, feito uma bolinha). O macis é a película que reveste o caroço.

Origem

A noz-moscada vem sendo usada desde o tempo dos romanos, continuando pela Idade Média como uma das especiarias mais valorizadas e caras, tanto para a culinária quanto para a medicina.

No século 19, sua produção provinha das Ilhas Banda, na província das Ilhas Molucas, na Indonésia. Mercadores árabes começaram depois a vendê-la à República de Gênova (Itália) e assim foi distribuída pela Europa por valores exorbitantes.

Alguns navegadores portugueses, em busca da localização real da noz-moscada, fizeram várias expedições até chegarem ao destino real e, dessa forma, puderam carregar seus navios da especiaria e de cravo-da-índia para, então, tornarem-na altamente conhecida.

A noz-moscada passou assim a ser cultivada na Índia, na Malásia, nas Caraíbas e em ouras regiões favoráveis, pois seu plantio precisa de locais úmidos e quentes, com temperaturas variantes aos 25 graus Celsius.

Países atualmente

  • Produtores: Granada, Indonésia, Índia, Papua-Nova Guiné, Sri Lanka, Tanzânia, Trinidad e Tobago, Tailândia e Brasil (sul da Bahia).
  • Compradores: Reino Unido, França, Canadá, Estados Unidos, Japão, República Popular da China e Austrália.

Utilidades

Macis: serve para temperar carnes, picles de vegetais e alguns molhos (exemplo: ketchup). O macis é removido e seco antes mesmo de ser aproveitado, sendo mais encontrado em pó.

Caroço: geralmente é ralado para ser utilizado, mas algunas pessoas costumam levá-lo inteiro no bolso para uso diário, uma vez que auxilia na digestão.

Sabor: tanto um quanto outro possuem uma aroma fresco, tendo uma variação entre notas florais e cítricas. Alguns especialistas reportam que o aroma é amadeirado, um pouco doce e picante, em razão da miristicina, um componente orgânico presente no óleo essencial da noz-moscada.

Benefícios 

  1. Estimulante cerebral, combatendo o esgotamento, a fadiga, o estresse e auxiliando na concentração.
  2. Boa para o funcionamento do sistema digestivo, tanto para controlar a diarreia, a constipação e a flatulência como para o alívio de dores estomacais.
  3. Filtrante de toxinas do fígado e dos rins, eliminando o acúmulo dessas substâncias no organismo. Inclusive no caso de cálculos renais e ácido úrico.
  4. Relaxante para a insônia, a noz-moscada ajuda a manter o sono tranquilo.
  5. Estimulante para a circulação sanguínea e do sistema circulatório, é um verdadeiro tônico para o coração.
  6. Tranquilizante para as mudanças de humor, no desequilíbrio hormonal e  nas cólicas menstruais.

Culinária 

Não são poucos os usos da noz-moscada na culinária e na gastronomia. Alguns exemplos em:

Doces: bombom de noz-moscada e canela; bolo de noz-moscada e especiarias; cappuccino com noz-moscada; pão-de-mel com noz- moscada; crumble de maçã com noz-moscada e especiarias; cuca de banana e doce-de-leite com noz-moscada; biscoito de noz-moscada; chutney de manga com noz-moscada.

Salgados: molho branco com noz-moscada; purê de batata com alho e noz-moscada; spaguetti com molho de cogumelos e noz-moscada; gratinado de frango e alho-poró com noz-moscada; fetuccine Alfredo com noz-moscada; arroz à piamontese com noz-moscada. 

Cuidados

Apesar de todos os benefícios citados, a noz-moscada deve ser consumida com moderação, não devendo exceder poucos gramas.

Pode provocar alucinações em pessoas adultas a partir de 5 gramas, por isso, seu uso para crianças deve ser muito bem controlado ou mesmo descontinuado.

Para as mulheres grávidas, a indicação médica é que não a usem, pois possui propriedades abortivas.