ALHO

Um dos temperos mais comuns e adicionados à culinária, e até como elemento medicinal, tem sido o alho. De uma longa data sabemos que seu uso é primordial e eficaz.

Botânica

O alho é do gênero Allium, sendo o mais comum o Allium sativum, uma planta perene cujo bulbo (“a cabeça de alho”) é composto por folhas escamiformes (“os dentes de alho”), comestível e usado tanto como temepro como para finalidades medicinais.

Possui muitos componentes em sua estrutura, como as Vitaminas A, B1, B2, B3 e B12, C, E e K e o ácido fólico. Além disso, os seguintes minerais: cálcio, ferro, magnésio, potássio, fósforo e sódio. Também um pouco de açúcares e fibra dietética.

Benefícios e usos

O alho é rico em flavonoides e antioxidantes, possui uma ação antisséptica superior, antifúngica, anti-inflamatória e antimicrobiana.

A ingestão de alho cru (não em demasia) produz no organismo boa saúde vascular cerebral, venosa e cardíaca, proporcionando artérias desentupidas, uma circulação periférica mais efetiva bem como age na circulação linfática.

Ainda podemos constatar que alguns medicamentos se beneficiam com o uso constante do alho porque causa ação bloqueadora do citocromo P450 (CYP3A4), pois afeta um grupo de enzimas metabolizadoras de certos fármacos, tais como estaminas, anticoncepcionais, retrovirais e outros.

Também é um potente aliado contra bactérias, fungos e vírus que atacam o nosso organismo. No caso da Helicobacter pilori, uma bactéria que causa úlcera gástrica, é um grande beneficiador.

Alguns estudos realizados nos Estados Unidos comprovaram que o alho é um alimento protetor contra o câncer de cólon.

Propriedades

  1. Combate fungos, bactérias e vírus – Por possuir composto sulfurado, a alicina, é um microbacteriano eficaz contra bactérias, vírus e fungos. Elimina as toxinas que afetam a flora intestinal e é excelente no tratamento contra vermes e parasitas.
  2. Previne o câncer de cólon – Por causa da alicina, da aliina e do alhoeno, combate os radicais livres, dando maior proteção às células do nosso organismo.
  3. Protege o coração – Reduz aos níveis do colesterol “ruim”, o LDL, e de triglicerídeos, diminuindo a oxidação e  o risco de aterosclerose que, muitas vezes, leva a diversas doenças cardíacas.
  4. Mantém o cérebro saudável – Por suas ações anti-inflamatória e antioxidante, o alho protege as células do cérebro em virtude da alicina, do enxofre, da colina e do selênio. Essa proteção, inclusive, diminui o risco de contrair demência e Alzheimer. Como um alimento de potencial efetivo, colabora para a memória, o aprendizado e a regeneração celular do cérebro.
  5. Evita doenças respiratórias – Com suas propriedades expectorantes e antissépticas, facilita a respiração, sendo usado contra gripe, resfriado, tosse, ronco, asma, bronquite e outros problemas pulmonares.
  6. Previne nas doenças inflamatórias – Como agente anti-inflamatório, previne certas doenças e proporciona um melhor resultado no nosso sistema imunológico.

Cuidados especiais

Como todo alimento, o uso abusivo do alho pode provocar certos desconfortos, tais como diarreia, vômitos, tonturas, problemas renais, cólicas, gases e má digestão. Por isso, é muito importante que se atente para a quantidade utilizada diariamente.

Também ao ser usado cru, não deve ser ingerido por recém-nascidos, no período de cicatrização de cirurgias, em caso de pressão baixa, dor de estômago, hemorragias e com medicamentos que afinam o sangue.