HORTELÃ E SEUS USOS

A Mentha spicata é uma planta medicinal e aromática. Possui propriedades que ajudam a tratar problemas digestivos, como má digestão, flatulência, enjoo ou vômitos. No entanto, a hortelã também tem efeitos calmantes e expectorantes.

A hortelã é rica em diversos nutrientes. A folha possui boas quantidades de vitamina A, nutriente que é essencial para os olhos e a pele, ainda previne infecções e tem forte ação antioxidante. As vitaminas do complexo B também estão presentes no alimento. Elas agem no metabolismo da glicose, dos ácidos graxos e aminoácidos, ou seja, ajuda o organismo a utilizar essas substâncias com eficiência. Além disso, são importantes para o desenvolvimento e manutenção do sistema nervoso.

Os benefícios da hortelã são muitos;

  1. Suas folhas ou extratos secos são utilizados para temperar os alimentos e fazer chá.
  2. Seu óleo essencial é empregado largamente na aromaterapia e em massagens que revigora e relaxam o corpo.
  3. As cápsulas de hortelã são em dosagem concentrada e podem ser usadas diariamente.
  4. O uso em cosméticos é um processo altamente difundido e antigo, pois podem ser feitos antissépticos para a pele, que ajudam a aliviar dores musculares, junto a outros elementos, como a cânfora e arnica.

A hortelã é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais farmácias de manipulação e em feiras e mercados livres. Também pode ser cultivada em casa, em vasos e jardins.

Um cuidado que se deve ter com a hortelã é que não deve ser utilizada em crianças com menos de 5 anos, por possuir mentol que pode provocar asfixia ou falta de ar.

Alguns médicos também aconselham que mulheres grávidas e as que estejam amamentando não façam uso da hortelã, assim como pessoas que têm hérnia de hiato ou refluxo gastroesofágico.

Além do chá de hortelã, o emprego na culinária é muito difundido. Alguns pratos com carne bovina ficam saborosos com algumas folhas de hortelã fresca. Mas, se não tiver, pode seu usada a hortelã desidratada.